Friday, May 02, 2008

Portal Evangélico

O Tratamento Medieval dos Judeus
Aqui no Portal da Aliança Evangélica

BlockquoteO modo de tratar os judeus na literatura da Idade Média não poderia ter em conta a teologia do apóstolo Paulo, designadamente a Carta aos Romanos (1). As epístolas, afinal toda a Bíblia Sagrada, não desfrutavam de grande hospitalidade nos cenáculos medievais.
As realidades sociológicas e os conceitos religiosos, é verdade que mudaram desde o século XIII até aos nossos dias, no que concerne ao tratamento do problema judaico.
Nos Lusíadas (III,72), Luís de Camões vê, apesar de todo um anti-semitismo prevalecente, a «Judeia, que um Deus adora e ama», salvando a relevância desse monoteísmo, não deixando de citar porém do ponto de vista do carácter, um «amor nefando», incestuoso, de Amnom, filho de David, no Canto IX, estância 34. Iludíamo-nos se pensássemos que uma palavra como Renascimento, apesar de todo o humanismo, depois da Idade Média viria a salvar os judeus.
Mas estigmas vários afloram na literatura medieval e vêm proporcionar hoje uma análise das atitudes para com os judeus. (...)