Tuesday, September 30, 2008

Mau Uso do Grego pelas TJ


A chamada Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, da Sociedade Torre de Vigia, sabe e proclama que «é um assunto de muita responsabilidade traduzir as Escrituras Sagradas dos idiomas originais.»
Nos seus milhões de escritos, livros e revistas, as Testemunhas de Jeová afirmam os princípios: «Defendamos lealmente a Palavra Inspirada de Deus» (in Sentinela, 1\10\1997).
Para essa alegada defesa editam livros tais como «O que a Bíblia realmente ensina?», «A Bíblia-Palavra de Deus ou de Homem?».

Esperaríamos que na sua praxe agissem em conformidade. Mas não, nem é esse o anelo vital da sua «evangelização», que é levada a cabo pelos institucionalmente chamados «publicadores de congregação». Mulheres e homens que «evangelizam» e ensinam publicamente, porta a porta e nas ruas, o que designam como « Boas Novas do Reino».
Entretanto, desenvolvem uma «pregação» determinada também pelo seu manual enciclopédico, o Estudo Perspicaz das Escrituras ( do inglês Insight on the Scriptures), editado em 1988, composto por vários volumes, que são a principal referência e objecto de consulta sobre as palavras bíblicas usadas como ajuda ao entendimento da Bíblia.
Daí que sem qualquer crítica moral aos membros da Organização (conheço bem alguns), e muito menos preconceito ético ad hominem, não podemos porém deixar de sublinhar que os 6.957,852 (1) membros activos, envolvidos publicamente no trabalho das Testemunhas, cujos corações cheios de pensamentos sobre como lidar com Jeová estão todavia vazios do Deus revelado por JesusCristo, embora passem uma boa parte da vida alegadamente a «estudá-lO».

Com efeito, para "estudarem" Jeová usam todos os meios. No primeiro volume do Estudo Perspicaz... pode ler-se que a ajuda vem através de se «ajuntar de todas as partes da Bíblia os pormenores que se relacionam com os assuntos em consideração.» E algo que, pedagogicamente seria útil se não fosse um dos fundamentos para o Erro, «trazer à atenção palavras das línguas originais e seu sentido literal ».

Obsevemos algumas dessas palavras. Veremos apenas duas, de extrema importância, porque a mudança que as Testemunhas de Jeová introduzem, muda todo o paradigma do significado do vocábulo conhecer, na frase absorver conhecimento de Deus.

Lê-se assim na versão da TNM das Escrituras Sagradas, Evangelho de João, 17, 3: «Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro».
Nas mais variadas versões, revistas e corrigidas, da Bíblia Sagrada de Almeida e até da velhíssima versão da Vulgata do padre Figueiredo, lemos, respectivamente:
«E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro» ou E a vida eterna porém consiste em que elles conheçam por um só verdadeiro Deus a ti. (2)

Numa exegese gramatical e depois teológica do texto bíblico, como genuinamente se impõe, devem aplicar-se as regras todas que compõem a interpretação do significado verdadeiro desse mesmo texto, ou de uma palavra-chave.
Semanticamente o termo conhecer, na Bíblia Sagrada, tanto no Velho como no Novo Testamento, implica intimidade, profundidade na relação com alguém ou alguma coisa. Não meramente um conhecimento intelectual e frio. Naquele sentido, o Deus da Bíblia deu-se a conhecer através de Jesus Cristo.

A língua bíblica do Novo Testamento possui um vocábulo para conhecer, que é, no próprio texto citado, gínomai ou ginosco ( ou gignósko), que são, na sua forma, um verbo.
Deste derivam conhecidas palavras: gnose, um substantivo de onde se parte para outro, gnóstico, que afirmava um conhecimento espiritual, superior e esotérico. Já nesse tempo conhecer não era mero significado de conhecimento cultural, mas de conhecimento que dava sentido à vida humana.

O dicionarista bíblico W.E.Vine, em sua fundamental obra Vine’s Expository Dictionary (que as testemunhas de Jeová deturpam e usam no que lhes interessa), escreve que ginosko no NT significa «entender completamente». Também indica frequentemente a relação entre duas pessoas e a aprovação nesse relacionamento, Deus é conhecido do crente, e este de Deus.(vd.I Jo 2, 3-4).

Ora apesar de todo o sentido alegado de procurar a Verdade, os «tradutores» da Novo Mundo das Escrituras Sagradas, não reduziram apenas o vocábulo a um significado que jamais teve - de aprendizagem intelectual de doutrina ainda que sobre Deus - , mas também o subverteram a uma simples absorção de conhecimentos. Ou será que com absorvam quiseram significar consumam, gastem, sorvam, etc.? Como se de um duvidoso percurso escolar em que não existem certezas se tratasse.

O termo que o nosso texto bíblico apresenta, gramaticalmente, é uma enfática forma verbal de gínomai, isto é, ginóskosin, verbo na terceira pessoa do presente activo do plural.
A Tradução do Novo Mundo produz até o reducionismo da vida eterna, que segundo eles não É, apenas significa. Para as TJ significa uma tão só absorção de conhecimento intelectual, doutrinário até, de Deus, e do próprio Jesus Cristo, que Deus enviou - afirmação enfática de Cristo na Sua oração sacerdotal. Há que lembrar aqui outra observação linguística sobre o que os tradutores russelistas omitem (intencionalmente ?) do próprio texto grego: o termo verbal apesteilas, de apostello, enviar, apostolos, enviado.

Jesus Cristo disse que a vida eterna é o conhecimento intímo dos atributos divinos activos e morais, revelados pelo Espírito Santo, sobre Monon alethinon Theo (Único verdadeiro Deus), da relação filial do crente com Deus-Pai. A comunhão com Deus através de Seu Filho. E não apenas um simples aprendizado doutrinário. Nenhum leitor assíduo e mesmo estudioso da Bíblia e conhecedor cultural da teologia será filho de Deus, terá comunhão íntima com Ele, só por isso.
Infelizmente temos de pensar que as Testemunhas de Jeová estão neste barco.
(1)- In Estatística do Relatório Mundial das TJ do Ano de Serviço 2007
(2) -Bíblia Sagrada, seg.Vulgata Latina, Depósito das Escripturas Sagradas, Lisboa, 1909

3 comments:

Mjk said...

Caro Sr. Pereira, vejo que o seu comentário sobre a Tradução do Novo mundo é totalmente equivocado e tendencioso. Em nenhum momento as Testemunhas de Jeová afirmam que as palavras registradas em João 17:3 signifiquem, como o Sr. colocou, apenas absorção de conhecimento intelectual. Na edição de 3 de janeiro de 1992 da revista A Sentinela, tal opção de tradução é explicada da seguinte forma (note as referências aos léxicos gregos):

A palavra grega traduzida aqui por ‘absorver conhecimento’ ou “conhecer” é uma forma do verbo gi·nó·sko. E o modo como a Tradução do Novo Mundo verte esta palavra visa destacar ao máximo o seu significado. O sentido básico de gi·nó·sko é “conhecer”, mas essa palavra grega tem várias nuanças de sentido. Observe as seguintes definições:
“GINŌSKŌ (γινώσκω) significa estar assimilando conhecimento, chegar a conhecer, reconhecer, entender ou entender completamente.” (Expository Dictionary of New Testament Words, de W. E. Vine) Portanto, traduzir gi·nó·sko por ‘absorver conhecimento’ não é ‘mudar a Bíblia’, segundo dizem os que criticam a Tradução do Novo Mundo. Num estudo sobre as várias nuanças de sentido dessa palavra, o renomado lexicógrafo James Hope Moulton declara: “O presente simples, γινώσκειν, é contínuo, ou seja, ‘estar absorvendo conhecimento’.” — A Grammar of New Testament Greek.
A obra Análise Gramatical do Novo Testamento Grego (em inglês) explica que gi·nó·sko, conforme aparece em João 17:3, “subentende um processo contínuo”. Há outro comentário sobre essa palavra grega em Estudos de Palavras do Novo Testamento, de Marvin R. Vincent (em inglês). Ele diz: “A vida eterna consiste em conhecimento, ou melhor, na busca de conhecimento, visto que o tempo presente marca uma continuação, uma percepção progressiva.” (O grifo é dele.) A obra de A. T. Robertson, Figuras de Linguagem no Novo Testamento (em inglês) sugere que se traduza essa palavra por “deve prosseguir em conhecer”.
Portanto, as palavras de Jesus, em João 17:3, no grego original, dão a entender um esforço contínuo para se chegar a conhecer o verdadeiro Deus e seu Filho, Jesus Cristo, e isto é bem expresso na Tradução do Novo Mundo. Adquirimos esse conhecimento estudando com diligência a Palavra de Deus e harmonizando obedientemente a nossa vida com as suas normas. (Compare com Oséias 4:1, 2; 8:2; 2 Timóteo 3:16, 17.) Qual é a excelente recompensa que aguarda os que se familiarizam com a personalidade de Deus e com a de seu Filho, e daí se esforçam em imitá-los? A vida eterna!

Logo, como citado acima, a tradução escolhida enfatiza o verdadeiro significado do termo grega e mostra que isso não tem nada haver com apenas obtenção de conhecimento intelectual. Como disse João, "O amor de Deus significa o seguinte: que observemos os seus mandamentos;" (1 Jo 5:3). Então lhe pergunto, para conhecermos a Deus e seus mandamentos, não temos que estudar e absolver conhecimento da sua palavra, a Bíblia? Não vivem as Testemunhas de Jeová segundo aquilo que absorveram da Bíblia? Não fazem elas isso por amor a Deus e a sua lei? Ou o Senhor acha que enfrentam toda a oposição imposta pelo mundo por que gostam disso? Então meu caro Senhor, afirmar você que o que elas promovem é tão somente um "aprendizado doutrinário" é realmente distorção da realidade.

Marco.

Tradução do Novo Mundo said...

Sr parreira,

Será que as Testemunhas de Jeová distorceram a tradução grega de João 17:3 apenas para enfatizarem a “mera busca de um conhecimento intelectual frio” como o senhor afirma ?

Se fosse assim por que então nas reuniões delas a qual eu freqüento os temas mais predominantes são a prática do conhecimento e a busca de qualidades Cristãs ?

Uma simples olhada na página oficial das Testemunhas de Jeová revela claramente que suas acusações de que as TJ procuram “meramente um conhecimento intelectual” não é verdade!
Por exemplo observe o que diz certa matéria lá :

“Permanecer puro aos olhos de Deus requer verdadeiro esforço. Também temos de lutar contra as nossas próprias tendências de fazer o que é errado. Mas não devemos desistir.... Jeová deseja que seus adoradores se comportem em todas as ocasiões como verdadeiros cristãos. (1 Pedro 2:12) Ele vê tudo o que fazemos, mesmo quando feito em secreto. (Hebreus 4:13) Devemos evitar a imoralidade sexual e outras práticas impuras deste mundo... Agora você já aprendeu da Bíblia muitas coisas boas. Este conhecimento deve induzi-lo a cultivar a personalidade cristã. (Efésios 4:22-24)... Lembre-se de que as pessoas muitas vezes prestam mais atenção à conduta de alguém do que ao que diz. Portanto, a sua boa conduta pode induzir outros a escutar a mensagem que lhes transmite. — Mateus 5:16; 1 Pedro 3:1, 2, 16.”

http://www.watchtower.org/t/rq/index.htm
Portanto, em vista do exposto acima , o Sr Parreira fala em ad-hominem em franca oposição e tendência religiosa. Ao dizer que as TJ “deturpam” o dicionário “The Vine” o Sr acusa elas daquilo que o SR pratica !
Se as TJ procuram apenas conhecimento intelectual frio como o Sr afirma, por que então estiveram dispostas a morrer do que apoiar regimes comunistas e o Nazismo o que resultou em serem “contrárias à política belicista de Adolf Hitler, e mais de 2.450 Testemunhas de Jeová perderam a vida”.(Fonte Wikipedia)

Referindo-se aos cerca de trinta processos envolvendo Testemunhas de Jeová que foram tratados pela Suprema Corte dos EUA no período de cinco anos, entre 1938 e 1943, um artigo no jornal USA Today, exortou:
"Antes de fechar a porta às Testemunhas de Jeová, pare para pensar na vergonhosa perseguição que sofreram não muito tempo atrás, bem como na enorme contribuição que fizeram para as liberdades da Primeira Emenda que todos usufruímos. As Testemunhas questionaram tão frequentemente aspectos básicos da Primeira Emenda, que o juiz Harlan Fiske Stone escreveu: 'As Testemunhas de Jeová deviam receber uma verba pela ajuda que dão em solucionar problemas legais relacionados com as liberdades civis.' [...] Todas as religiões devem agradecer às Testemunhas de Jeová pela expansão da liberdade religiosa."


Toda Testemunha de Jeová a fim de ir pregar, prezado, precisa antes ser avaliada como tendo conduta apropriada a fim de ser aceito quer como um pregador aprovado ou como Testemunha de Jeová batizada. Não é por se levantar a mão que se faz uma conversão, como vemos em muitas Igrejas chamadas Cristâs. As Testemunhas de Jeová não toleram mentirosos e praticantes de pecado em seu meio.A própria pregação exige o espírito de Deus, e quem vive uma vida sem verdadeiro compromisso com Deus não tem força para continuar pregando em sua comunidade.
Observe um exemplo. Certo tempo atrás, um líder religioso no Brasil foi pego praticando o furto, em resultado disso, sua postura como religioso foi manchada e sua moral bastante maculada.
Sair pregando em sua comunidade não é algo normal. Exige muito mais do que simples conhecimento. Suas afirmações difamatórias contra as Testemunhas de Jeová é algo pelo que o Sr prestará contas a Jeová Deus.

freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,