Monday, February 09, 2009

O Diálogo do Momento:Cristãos/Muçulmanos

Duas caixas de fruta voltadas ao contrário encostadas ao muro. Abdulai sentado a um canto dum desses caixotes, a nosso pedido, dá-nos lugar ao seu lado. Veste-se dum comprido e gasto bubu claro de onde ressaltam as riscas negras, verticais. Um boné branco, também ele ruço pelo tempo, característico do muçulmano, cobre-lhe o cabelo escasso. Talvez resultado de algum ataque mais ou menos recente tem a boca um pouco ao lado. Tem olhos sombrios, diria mesmo apagados. O francês sai-lhe perturbado pela língua mãe e também por aquela deficiência. Entre as mãos passeia-lhe uma velha caixa de comprimidos que ele vai abrindo de tempos a tempos e de onde tira as moedas para fazer o troco dos baldes de água que os habitantes do bairro vêm comprar. É um homem de diálogo. E porque o diálogo faz parte do caminho que percorremos ele vai desfiando os seus pensamentos, evocando o livro santo dos muçulmanos. Eu ouço-o com a máxima atenção. Allah é a razão primeira do muçulmano. Sabe-se num mundo criado por Deus e que vai terminar por se encontrar diante d'Ele para o julgamento final. Falamos da criação e do modo fantástico como Deus tudo criou e como tudo sustém. Ouço-o com gosto enquanto vai desfiando a vida. Fala-se do paraíso e eu baixo-me para desenhar um pequeno círculo com uma abertura. Vai-me seguindo enquanto vou rasquinhando o “paraíso” e depois chegamos ambos à triste realidade que para entrar ali é necessário deixar todos os pecados de fora. Acabamos por concluir que por nós mesmos é impossível.

In http://allahuakbar-lavrador.blogspot.com/